Volte ao SPIN


segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Os pontos positivos da operação no RJ

Por luka - no Brasilianas.Org


Realmente são muitas opiniões e invariavelmente dizem que nada vai dar certo. Assim fica muito difícil.
Prefiro apenas destacar os pontos que achei positivos nesta operação.
- Houve resposta de pronto. A participação das forças armadas veio da real ameaça a segurança pública. Não vi a resposta como, "Eu sou mais forte que você." Minha visão foi " Vocês metem medo e eu lhes dou um grande prejuizo".
-Aquela população, seja com tráfico ou milícia tem que ter acesso a politicas sociais. No Alemão ,especificamente, isto era absolutamente impossível. Quem diz que sempre viveu tranquilo com o tráfico não teve que entregar sua filha a um chefe ou seu filho ao tráfico. Viver nas imediações não é viver na favela.
-A estratégia a meu ver não é acabar com o tráfico, coisa que acho impossível. A ideia é dar prejuizo, fazer não valer a pena esta espécie de domínio. A forma de tráfico terá que se diferênciar, tornar-se mais discreta ou menos violenta, por mais louco ou hipocrita que possa parecer. Tanto que onde existem UPPs o tráfico continua sem tanto alarde. - Não creio que a UPP seja para todas as favelas mesmo porque estado policial seria haver tanta policia em tanto lugar. Há aquelas como o Alemão onde a presença do estado não existe e é necessária. Há aquelas, grande maioria, em que planejamento urbano, atendimento social e melhoria das condições de emprego ,mesmo ao redor, podem criar um circulo virtuoso.
-A melhoria da condição social é a resposta tanto ao tráfico quanto as milícias. Não ser dependente deles é a questão. Assim como acontecia no famoso voto de cabresto no nordeste.
-A atuação da polícia no caso teve resposta positiva da população pois não viram, aparentemente, os abusos que até então se via. Para reforma da  polícia é preciso haver um espirito coorporativo para isto. A valorização da atitude positiva é muito menos deletéria do que o medo do pescoção. Policial com orgulho de sua profissão sabe que milicianos não são policia.
-As imagens chocantes daquele mundo desconhecido e o desejo de mudança daquele povo servem de alerta ao políticos corruptos. Chefes de milícia marcados por CPIs podem perder mandato a qualquer momento. Traficante não. É fato que uma realidade desconhecida da grande maioria veio a tôna. Isso pode trazer maior nivel de conscientização.


Meu comentário

Há alguma rua no Brasil onde não exista uma boca de fumo?
Claro que não há, muitos apenas não notam.
Sim, o tráfico não será extinto, até mesmo por causa da demanda, da procura e, se há procura a oferta é inevitável
O problema é a disputa traficantes x Estado o que, se não existisse, o complexo do Alemão nem teria sido invadido
No final das contas as coisas ficarão ótimas para as duas partes, ou seja, traficantes e Estado
E sigamos em frente
Como é, o que é o mundo, porque as pessoas "viajam" mediante o uso de alucinógenos
Minha "viagem" :
Sou a favor do abolicionismo penal
Trocando em miúdos: sou a favor da abolição da punição para os crimes
Sei que isso é impossível no sistema capitalista
Mas sou a favor
Não custa sonhar né

Segue texto de Edson Passeti sobre o assunto

"(...) Em linhas gerais, a sociedade disciplinar acomoda o sistema de castigos à utilidade dos corpos de maneira normalizadora, com vista a deles obter maiores docilidades. Trata-se de uma sociabilidade orquestrada por sanções que dinamizam a centralidade do poder, educando em função da adaptação. Persuadir e adequar são meios para a pacificação das tensões, o aumento de riqueza e regras de poder pretendendo agir preventivamente com o objetivo de conter a proliferação dos sujeitos perigosos à coesão social.(...)"

Leia mais http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-8839199...

Nenhum comentário: