Volte ao SPIN

SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Revelação de sonho desta noite: De volta ao mundo ordinário

Duas pessoas num quadro sobre o pedestal
                                                             
                                                           Clique na imagem para ampliar




O sol hoje pela manhã

sábado, 6 de abril de 2013

Spin pensador,,..dar uma olhada nisso depois..,,eh sobre terrorismo poético.;;(???))0 vou ver depois



HIGH TIMES: Hakim, de onde você é?
HAKIM BEY: Bem, a informação padrão (que é tudo que eu falo) é que eu era um poeta da corte de um principado sem nome no norte da Índia, que eu fui preso na Inglaterra por um atentado anarquista a bomba e que eu vivo em Pine Barrens, Nova Jersey, em um trailer da Airstream(2). Quando eu venho a Nova York eu fico num hotel em Chinatown.
HT: O que é a Zona Autônoma Temporária?

HB: A Zona Autônoma Temporária é uma idéia que algumas pessoas acham que eu criei, mas eu não acho que tenha criado ela. Eu só acho que eu pus um nome esperto em algo que já estava acontecendo: a inevitável tendência dos indivíduos de se juntarem em grupos para buscarem liberdade. E não terem que esperar por ela até que chegue algum futuro utópico abstrato e pós-revolucionário.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Invento


Hoje vou tirar o dia para fazer uma coisa que nunca fiz: Criticar o spin cantor, vou relacionar aqui como lembrete para não esquecer:
Pare de preconceito, visite o centro do capitalismo, e do socialismo também, tanto de  um como de outro são bons, se o capitalismo nos oferece conforto, fiquei encantado com a cadeira do vovô, na loja Fnac do Flamboyant, só achei cara, o povo exagerou, quase 5 mil reais, tem de tudo na mesa, até uma bandeja para colocar o note book e o café, fiquei olhando uma criança deitada na cadeira do vovô, ficou ali viajando, pensei, mas essa criança vai virar um verme, não vai querer andar, eu deveria ter tirado uma foto mas poderia ter sido preso para atentado à infância, voltando ao assunto, vi tantas coisas interessantes em 3 lojas do Flamboyant que pensei: Ah se seu tivesse dinheiro, ia comprar todas estas coisas para dar de presente para o spin cantor, o

sexta-feira, 29 de março de 2013

spinLeaks





jose carlos lima  escreveu:

     Para que eu estivesse aqui o mundo deu tantas voltas

     Foram tantas as ciladas os disfarces da morte
     Nem sei comoporqueparaque tudo isso se naquele momento crucial nem importei-me em ter morrido
     Não por mim mas por meu pai divino celestial terreno
     Se não fosse por ele eu não estaria aqui
     Estaria ali próximo naquele cemitério há uns 100 metros daqui
     Meu corpo estaria decomposto
     Eu nem estaria encerrando, como faço agora, minha obra prima
     Uma obra que quase custou a minha vida
     Deixei de viajar de férias para este desenrolar final
     Para com as coisas fossem colocadas em pratos limpos
     Eu não poderia ficar com esta dúvida no ar
     Agora sei o risco que corri
     Foi como enfrentar o leão mais faminto do mundo
     Foi terrível
     Agora sei o quanto fui, do princípio ao fim, acessorado por forças celestiais
     Dias atrás, num sonho, vi a morte no interior de minha casa. Ela possuía mil olhos
A princípio mostrou-se oculta
Trajando uma roupa negra
O rosto oculto feito orixá

SpinLeaks






PRIMEIRO MOMENTO
                             
                                                     IDÉIA

                      Nesta noite Idéia viu-se numa estrada. Não se recorda ao certo o motivo da caminhada, as circunstâncias. < cenário: ambiente rural e urbano juntos >.  Bem na frente, deparou-se com uma nuvem de areia. No meio da nuvem estava escrito a palavra Alcorão. Retornou. Teve medo. É surgiu um assaltante.


                                                 SEGUNDO MOMENTO

                                                            FORMA

                       Muitos artistas plásticos existem como que espiões à procura de idéias alheias para fazer suas esculturas. Não respeitam o direito autoral alheio. A partir da realidade alheia constroem suas “obras do outro” e dizem que se tratam de coisas vivenciadas por eles. Mentira. Coisas vivenciadas não. Coisas anotadas dos cadernos alheios.  Por isso Idéia insiste na existência do Poder Curador, sob o qual poderia expressar-se sem medo, ou seja, protegido pelo sigilo médico que, no momento, querem acabar mediante uma lei que obriga o médico ou paramédico ( quem sabe, o vigário) delatar aquele que se revelou, abriu, olhou, foi. Falando em momento FORMA, ontem, quando Idéia viu um senador gordo ( ouça Cálice, de Chico Buarque ), Ney Suassuna. Ao vê-lo o viu como representante de uma pessoa jurídica e, dentro do mundo de Idéia, ocupando uma cadeira na Casa das Pessoas Jurídicas. Na realidade atual, rasa, superficial, chamam de Senado a Casa das Pessoas Jurídicas e de Câmara do Deputados a Casa dos Indivíduos Humanos. Aqui é tudo trocado. A forma já existe. Está lá, construído por Oscar Niemeyer, spin arquiteto, humano, o Parlamento Federal formado pelas Pessoas Jurídicas ( Senado) e Físicas ( Câmara dos Deputados). A retificação tem que ser feita no sentido de se dar  significado real àquilo que está invertido, como é o caso do nosso sistema

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Antigas correspondências

O meu primeiro blog, achei isso perdido no email uol, que cancelei, to dando uma limpada, gurando tudo aqui, vejo o nascimento daquilo que hoje conhecemos por blogosfera

De: jose carlos lima 

Desculpa se estou sendo inoportuno ao divulgar meu blog que, no momento, tem um
foto político.

Fwd: Ainda a burka


Mensagem original
De: jose carlos lima < jose.carlos.lima@hotmail.com >
Para: edson_barrus@ig.com.br
Assunto: Já não aguento mais este assunto da burka. Chega de arte refinada!
Enviada: 10/12/2005 07:18

 blá blá blá!!!!!!
... a obra começa a partir do momento em que abro a porta do banheiro para
ser visto pelo primeiro espectador=câmera.


O que é isto?
Isto é uma experiência no campo da arte=deiscência. Incorporo=olho=sou o=a
personagem Idéia, resultando em ações ou, senão, em ídéias. Como surgiu o
personagem Idéia? Durante uma consulta a um terapêuta, o qual disse que
minhas idéias nunca são executadas. Quis vivenciar isto sendo inconcreto,
ou seja, Idéia. Quero me libertar disso.

Legenda e dados acerca da cosmogonia de Idéia:

I.N.R.I: Instruções da Nova Realidade de Idéia

= : sinal ortográfico de igualdade. Este sinal de pontuação faz da gramática
de Idéia
# : sinal ortográfico de diferença. Este sinal de pontuação faz parte da
gramática de Idéia

Calendário de Idéia: o ano começa no dia 7 de janeiro.Os meses do ano são
marte, júpiter, saturno, urano e netuno. Cada mês tem 73 dias, sendo 70 dias
úteis e três dias parados=feriados

Pólis: cada rio com suas cidades-estados é uma realidade, isto que,
aqui=atualmente, chamam de estado=província. Faz parte do nome de cada
cidade o nome do rio que a banha=olha=é, daí São Paulo - Rio Tietê, Roma -
Rio Tibre, etc

Política: todo o poder emana das cidades-estados. Em ano bissexto, ou seja,
de 4 em 4 anos, o mês de marte tem 74 dias. Neste 74º de marte, ocorrem as
eleições. O eleitor pode votar em pessoa física ou jurídica, vota em três
nomes, que são os representantes dos parlamentos municipal, regional ( o rio
com suas cidades-estados) e federal. Os parlamentos local, regional e
nacional se reunem no dia da posse para respectivamente eleger dentre
eles(as), aquele(a) que fará as vezes de poder executivo local, regional e
federal.

Este e-mail foi transmitido para Edson Barrus, do coletivo Açúcar Invertido,
com cópia para Tiago Bartolomeu Costa, pesquisador de arte pe rformática, e
B16, papa. Foi enviada cópia oculta para você

Você tem três opções:
( ) continuar acompanhando o personagem Idéia
( ) Acompanhar Idéia através de outro e-maill
( ) cancelar respondendo com cancelar

_________________________________________________________________
Chegou o que faltava: MSN Acesso Grátis. Instale Já!
http://www.msn.com.br/discador


segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Fwd: CMI - Atualizações - Violações cometidas pelas operações policiais

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: edson barrus
Data: 29 de novembro de 2010 07:56
Assunto: CMI - Atualizações - Violações cometidas pelas operações policiais
Para:
 
http://prod.midiaindependente.org/pt/blue/2010/11/481527.shtml
Violações cometidas pelas operações policiaisPor RIO DE JANEIRO 27/11/2010 às 16:16
Atualização (28/11): O comandante geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro afirmou hoje que entrará em qualquer casa da favela do morro do alemão. Aqueles e aquelas que não permitirem a entrada da polícia vai ser considerada suspeita de estar escondendo traficantes, e não respondeu sobre a necessidade de mandado judicial para entrar nas casas, afirmando apenas que a polícia vai entrar, oficializando uma política de violação de direitos humanos nas favelas do Rio de Janeiro, implementada pelo governo do estado e apoiada pelo governo federal, com a Marinha e o Exército participando das operações.

Os pontos positivos da operação no RJ

Por luka - no Brasilianas.Org


Realmente são muitas opiniões e invariavelmente dizem que nada vai dar certo. Assim fica muito difícil.
Prefiro apenas destacar os pontos que achei positivos nesta operação.
- Houve resposta de pronto. A participação das forças armadas veio da real ameaça a segurança pública. Não vi a resposta como, "Eu sou mais forte que você." Minha visão foi " Vocês metem medo e eu lhes dou um grande prejuizo".
-Aquela população, seja com tráfico ou milícia tem que ter acesso a politicas sociais. No Alemão ,especificamente, isto era absolutamente impossível. Quem diz que sempre viveu tranquilo com o tráfico não teve que entregar sua filha a um chefe ou seu filho ao tráfico. Viver nas imediações não é viver na favela.
-A estratégia a meu ver não é acabar com o tráfico, coisa que acho impossível. A ideia é dar prejuizo, fazer não valer a pena esta espécie de domínio. A forma de tráfico terá que se diferênciar, tornar-se mais discreta ou menos violenta, por mais louco ou hipocrita que possa parecer. Tanto que onde existem UPPs o tráfico continua sem tanto alarde. - Não creio que a UPP seja para todas as favelas mesmo porque estado policial seria haver tanta policia em tanto lugar. Há aquelas como o Alemão onde a presença do estado não existe e é necessária. Há aquelas, grande maioria, em que planejamento urbano, atendimento social e melhoria das condições de emprego ,mesmo ao redor, podem criar um circulo virtuoso.
-A melhoria da condição social é a resposta tanto ao tráfico quanto as milícias. Não ser dependente deles é a questão. Assim como acontecia no famoso voto de cabresto no nordeste.
-A atuação da polícia no caso teve resposta positiva da população pois não viram, aparentemente, os abusos que até então se via. Para reforma da  polícia é preciso haver um espirito coorporativo para isto. A valorização da atitude positiva é muito menos deletéria do que o medo do pescoção. Policial com orgulho de sua profissão sabe que milicianos não são policia.
-As imagens chocantes daquele mundo desconhecido e o desejo de mudança daquele povo servem de alerta ao políticos corruptos. Chefes de milícia marcados por CPIs podem perder mandato a qualquer momento. Traficante não. É fato que uma realidade desconhecida da grande maioria veio a tôna. Isso pode trazer maior nivel de conscientização.


Meu comentário

Há alguma rua no Brasil onde não exista uma boca de fumo?
Claro que não há, muitos apenas não notam.
Sim, o tráfico não será extinto, até mesmo por causa da demanda, da procura e, se há procura a oferta é inevitável
O problema é a disputa traficantes x Estado o que, se não existisse, o complexo do Alemão nem teria sido invadido
No final das contas as coisas ficarão ótimas para as duas partes, ou seja, traficantes e Estado
E sigamos em frente
Como é, o que é o mundo, porque as pessoas "viajam" mediante o uso de alucinógenos
Minha "viagem" :
Sou a favor do abolicionismo penal
Trocando em miúdos: sou a favor da abolição da punição para os crimes
Sei que isso é impossível no sistema capitalista
Mas sou a favor
Não custa sonhar né

Segue texto de Edson Passeti sobre o assunto

"(...) Em linhas gerais, a sociedade disciplinar acomoda o sistema de castigos à utilidade dos corpos de maneira normalizadora, com vista a deles obter maiores docilidades. Trata-se de uma sociabilidade orquestrada por sanções que dinamizam a centralidade do poder, educando em função da adaptação. Persuadir e adequar são meios para a pacificação das tensões, o aumento de riqueza e regras de poder pretendendo agir preventivamente com o objetivo de conter a proliferação dos sujeitos perigosos à coesão social.(...)"

Leia mais http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-8839199...

Calendário ou Tempo ou Vontade


Frase de boas vindas para um salão de beleza
. Do calendário D nascem coisas D
. As coisas nascem do Tempo
. Seja bem vindo ao Calendário D
. Seja bem vindo ao Tempo

Pelo abolicionismo penal

Sou a favor da cura e não da punição

Por outro lado sei que cura mesmo quem está precisando é o nosso sistema, ou seja, o mundo, um assunto muito amplo para ser tratado aqui


Comemorar muito, mas de sandálias

Por Altmamiro Borges, em seu blog

Reproduzo artigo de Valter Pomar, dirigente nacional do PT:

Nossa avaliação das eleições presidenciais de 2010 deve começar sempre com uma tripla comemoração e com um forte agradecimento. Comemoração pela continuidade do processo de mudanças iniciado em janeiro de 2003, pela eleição da primeira mulher presidente da República e por termos derrotado mais uma vez a direita demotucana.

domingo, 13 de junho de 2010

Hoje é dia de Santo Antônio,,...um santo franciscano

Esta linda canção de Maria Betânia em homenagem ao santo


Santo Antônio, composição de
J. Velloso]

Que seria de mim meu Deus
Sem a fé em Antônio
A luz desceu do céu
Clareando o encanto
Da espada espelhada em Deus
Viva viva meu santo
.
Saúde que foge
Volta por outro caminho
Amor que se perde
Nasce outro no ninho
Maldade que vem e vai
Vira flor na alegria
Trezena de julho
É tempo sagrado
Na minha Bahia
.
Antônio querido
Preciso do seu carinho
Se ando perdido
Mostre-me novo caminho
Nas tuas pegadas claras
Trilho o meu destino
Estou nos teus braços
Como se fosse
Deus menino
.
Este outro vídeo é bárbaro...
Segue ficha youtube:
promarciacosta — 26 de junho de 2008 — Clipe criado pela MqV Computação Gráfica, a pedido da professora Marcia Ribeiro Costa, em homenagem a Santo Antônio. Músicas: 'Santo Antônio' (de Jota Velloso, com Maria Bethânia, Dona Edith do Prato e Vozes da Purificação) e 'Meu Querido Santo Antônio' (de Carlos Careqa, com Vânia Abreu). Santo Amaro/Bahia, 13 de junho de 2008.

Isso também

Litanias em latim

Postei estes vídeos no portal Luis Nassif Online
Hoje é dia de Santo Antônio
Estas cantigas em latim,,,há muito tempo eu estava querendo ouvir isso
Quando eu era pequeno e morava no sertão nordestino ficava maravilhado ou ouvir uma anciãs fumando seus cachimbos e cantando a noite toda em latim
Hoje me pergunto como elas sabiam latim se eram analfabetas
Era tudo muito lindo

Santo Antônio

sábado, 25 de abril de 2009

Antigas correspondências

Data: Sábado, 18 de Setembro de 2004, 11:59

PRIMEIRO MOMENTO
IDÉIA
Nesta noite Idéia viu-se numa estrada. Não se recorda ao certo o motivo da caminhada, as circunstâncias. < cenário: ambiente rural e urbano juntos >. Bem na frente, deparou-se com uma nuvem de areia. No meio da nuvem estava escrito a palavra Alcorão. Retornou. Teve medo. É surgiu um assaltante.
SEGUNDO MOMENTO
FORMA
Muitos artistas plásticos existem como que espiões à procura de idéias alheias para fazer suas esculturas. Não respeitam o direito autoral alheio. A partir da realidade alheia constroem suas "obras do outro" e dizem que se tratam de coisas vivenciadas por eles. Mentira. Coisas vivenciadas não. Coisas anotadas dos cadernos alheios. Por isso Idéia insiste na existência do Poder Curador, sob o qual poderia expressar-se